Triagem e normas

A Cryos fornece esperma de doador a muitos países e a maior parte países tem os seus próprios requisitos para a triagem dos doadores. Para garantir que cumprimos sempre os requisitos clínicos, operamos com uma gama de normas nacionais específicas.

Em seguida pode ler sobre como selecionamos e triamos os nossos doadores em conformidade com o nosso programa extenso de garantia de qualidade, bem como sobre qual a Norma que deve escolher ao encomendar esperma de doador. Além disso, explicamos o que fazemos se uma determinada suspeita de quadro clínico for notificada num doador ou num filho do doador.

Como selecionamos e triamos os nossos doadores

Quando um potencial doador se candidata à Cryos, é submetido a um processo muito detalhado de seleção e triagem.

Em primeiro lugar, responde a um questionário médico abrangente e participa numa entrevista com a nossa equipa médica, com a finalidade de rejeitar candidatos com base nos antecedentes clínicos familiares e em comportamentos de risco. Os candidatos a doadores com antecedentes familiares de doenças hereditárias graves, mentais ou físicas, são rejeitados.

Além disso, é realizado um exame físico e mental do candidato e analisam-se amostras de sangue e urina quanto à presença de doenças infeciosas, em conformidade com os requisitos legais para a Norma em questão. Os doadores são ainda testados quanto a diversas doenças hereditárias. Por último, são triados quanto ao cariótipo (perfil cromossómico) normal.

Todos os doadores que sejam aprovados são continuamente submetidos a testes quanto à presença de doenças infeciosas durante todo o período de doação.

Um Resumo dos Registos, que contém os resultados das análises, as características do doador e as informações de divulgação de Normas, é anexado à confirmação da encomenda, sendo também incluído no seu envio. O Resumo dos Registos está sujeito a alterações ao longo do tempo, devido aos testes contínuos dos doadores.

O que é uma norma e qual devo escolher?

Ao escolher o seu doador de esperma para tratamento numa clínica de fertilidade, terá de garantir que as doações do doador cumprem a norma no seu país ou área de tratamento antes de encomendar. 

Na Cryos, entregamos esperma de doador em muitos países nos quatro cantos do mundo. Cada país ou área tem a sua própria Norma relativamente à seleção e triagem de doadores de esperma. Por conseguinte, operamos com uma gama de Normas específicas para determinadas zonas. Isto significa que os doadores foram selecionados, triados e autorizados para utilização clínica num país ou zona específicos. Um doador pode ser autorizado para cumprir uma ou várias Normas diferentes. Em Pesquisar Doador, pode ver qual(ais) a(s) Norma(s) que as doações de um determinado doador cumprem. Também pode filtrar a sua pesquisa procurando por uma Norma específica. 

Se vai receber tratamento numa clínica de fertilidade num dos países indicados a seguir, deve utilizar a Norma correspondente. Mesmo que um doador obedeça à Norma dos EUA, tal poderá não ser suficiente para o tratamento no seu país, se este tiver a sua própria Norma, conforme enunciado a seguir.  

Se o país onde vai fazer o tratamento não estiver indicado a seguir, pode na mesma utilizar esperma de doador da Cryos. Nesse caso, aconselhamo-la a perguntar na sua clínica de fertilidade qual a Norma a escolher, ou a contactar o nosso Serviço de Apoio ao Cliente.

DE – Alemanha
DK – Dinamarca
EU – União Europeia
FI – Finlândia
ISR – Israel
ITA – Itália
NL – Países Baixos
NO – Noruega
NYS – Estado de Nova Iorque
SE – Suécia
UK – Reino Unido
USA – Estados Unidos da América

Como lidamos com quadros clínicos

Apesar do nosso procedimento rigoroso de seleção e triagem, o risco de ter um bebé com um quadro clínico não pode ser eliminado.

A Cryos leva muito a sério as notificações de quadros clínicos e não iremos negar informações a qualquer indivíduo familiar do doador. Contudo, é importante recordar que um quadro clínico num doador não significa necessariamente que o seu bebé seja afetado. 

Na figura a seguir, ilustrámos a forma como lidamos com uma suspeita de quadro clínico num doador ou no bebé de um doador se recebermos uma notificação. 

Como lidamos com a descoberta de uma condição genética num doador ou numa criança:

Doença do doador ou da criança descoberta e comunicada à Cryos

O doador é imediatamente removido e suspenso durante a análise e a investigação. O doador não pode ser enviado durante este período.

Análise

Conclusão:
O doador não pode ser a causa - o doador é novamente libertado

Conclusão: O doador pode ser a causa - a investigação continua

A condição é registada nos ficheiros do doador e no Resumo de registos. O consentimento tem de ser assinado antes da utilização. O esperma de doador só pode ser enviado para tratamentos para irmão.

Conclusão:
O doador não pode ser a causa - o doador é novamente libertado